Jesus, nosso único amor

Jesus, nosso  único amor
Olhai sempre por nós

Sejam bem vindos e mergulhem no Amor de Deus por nós!

Tudo por um mundo cheio do Amor Incondicional de Deus por nós. Mudemos o mundo levando as imagens invisíveis do Céu para a humanidade que hoje só crê nas imagens visíveis.

ZELAR PELA MÃE TERRA

ZELAR PELA MÃE TERRA
Minha doce Mãe, te ofereço essas flores!

domingo, 1 de fevereiro de 2015

E vós, emanações de Meu amor, aumentai este amor para opô-lo a toda essa maldade que não provém de Mim, e que combato junto a vós, porque mesmo sendo amor também sou justiça. Que não se desconcerte Minha natureza e vossa com os sentimentos malvados que vem perturbar a harmonia, porque se o homem fosse como Eu quero, a terra toda seria uma harmonia!

JESUS FALA À GIULIANA BUTINI



183.  Por que rezava se Eu mesmo era DEUS?

Minha criatura!
Quando tu não existias, Eu existia!
E estando tu, como todos, em Meu pensamento, e Meu pensamento eterno, eis aí porque tu existes! Os homens foram criados porque Meu amor devia se expandir, e isto demonstra que o amor sempre deve se expandir, e cada gesto que Eu dirijo para Minhas criaturas é um gesto de amor.
E tudo provém do amor, Meu pensamento, e as obras dos justos, a luz, o sol, a terra, os frutos, as flores e a fauna! E mais ainda, todas as coisas, como a água ou o vento.
E vós, emanações de Meu amor, aumentai este amor para opô-lo a toda essa maldade que não provém de Mim, e que combato junto a vós, porque mesmo sendo amor também sou justiça. Que não se desconcerte Minha natureza e vossa com os sentimentos malvados que vem perturbar a harmonia, porque se o homem fosse como Eu  quero, a terra toda seria uma harmonia!
E a dor que Eu vos envio para sublimar vossos espíritos?
 Bem, isto forma parte do amor; é dor humana e depois será glória celestial.
 Quando vim à terra para trazer o amor, e há quase dois mil anos, não vos disse que trouxe a alegria, não, vos trouxe o amor, o exemplo do amor e a Palavra!
E aqueles que justos na sua vida terrena me esperavam  para levá-los a vida celestial, conscientes, foram felizes, felizes com uma felicidade sem limite quando regressei para sentar-me à destra de Meu Pai.
E assim será para vós se souberem  ganhar  um lugar a Minha direita!
Em verdade, em verdade vos digo: Estareis Comigo no Paraíso se na   terra souberem Me  seguir. 
Eu irei sempre diante de vós, invisível mas realmente presente, para indicar-vos o caminho correto, se souberem me ver, se souberem vê-lo!
E quando trouxe para à Terra a Palavra, fiz cada gesto como um ensinar à humanidade no símbolo daquele gesto, o modo de viver em nome do Pai, em Meu nome e no do Espírito de Amor.
Curava os corpos para ensinar os homens que devem amar e curar corpos e almas.
Eu curava os corpos para chegar às almas! Dava testemunho de Meu Pai porque assim o devia fazer e para ensinar, a vós homens,   dar sempre testemunho da Santíssima Trindade, do único verdadeiro DEUS em Três Pessoas.
E ia, e curava, e amava e rezava!
Por que rezava se Eu era  mesmo DEUS?
Sou, Eu era  mesmo DEUS, porém sendo a parte humana de DEUS, rogava como humano porque devia ensinar os homens a rogar como homens!  
E em verdade, em verdade vos digo, que vossa prece seja com palavras ou com obras, mas que seja! É dirigindo-vos a Mim com palavras, trazendo a Mim toda vossa alma, porque Eu protejo e penetro nesta vossa alma.
É fazendo o bem em Meu nome como vós formareis parte de Mim, porque o amor nos une.
Um único corpo, e se um pé se move, move a perna e depois todo o corpo; se uma mão se levanta, se levanta o braço e assim sucessivamente.

E isto é um pequeno exemplo que serve para demonstrar que o bem feito por vós, vai em benefício de todos, mesmo daqueles que não pensam nisto nem pensam em Mim.
Então, Meus suspiros, um só corpo, uma só alma, um bem único, Eu, a cabeça coroada de espinhos, Eu que levo a Cruz e vós, Meus escolhidos, que Me ajudais a suportar o peso e a dor!

9 de novembro de 1975



184.  Eu, o Rei do Céu, o Rei da terra.

Minhas criaturas!
É também verdade que quem dá aos outros  dá a Mim, quem ama a todos  ama a Mim, quem trai, Me trai! 
Muitos na terra sabem que hoje se celebra Minha festa!
Eu, o Rei do Céu, o Rei da terra!
E assim vos demonstro que os reis devem ser humildes, que aqueles que podem parecer grandes aos olhos dos homens não o são diante de Meus olhos se lhes falta aquela humildade, da qual derivam muitos bons sentimentos, porque quem é humilde sabe aceitar, sabe dar e não sabe invejar, mas sabe suportar.
Quando vim à terra para trazer a todos vós o amor e para trazer  a Redenção, fui um humilde rei, padeci e por amor, e a Minha  coroa foi uma coroa de espinhos!
Vós não podeis compreender muitas coisas, porque assim deve ser. 
Se o homem  compreendesse tudo, que valor teria sua fé?

Bem aventurados os que creem...
Significa que a essência de sua alma é pura e está livre daquela soberba que faz raciocinar  muitos como se Eu não existisse!
Muitos creem que podem pensar e fazer por si somente...

Criaturas Minhas, Minhas almas, Meus suspiros, estou Eu sempre a vosso lado e ouço vossos pensamentos, eu em verdade vos digo que conheço vossos pensamentos, mesmo os vossos futuros pensamentos.
E ainda uma vez, e outra vez e sempre em verdade vos digo: 
sou o Rei dos Céus e da terra porque sou feito de amor, de humildade e de justiça, porque em Mim é grande a Misericórdia.
Se amais os outros,  amais a Mim; se vos sacrificais pelos outros, vos sacrificais por Mim; somos um só corpo, um só espírito e Minha coroa é a vossa se sabeis viver sempre em Meu nome.
Quando vim à terra para trazer o amor e a Redenção, vim para tudo isto.

23 de Novembro de 1975



185.  A humanidade que não crê em Mim está sozinha.

Minhas criaturas!
Eu sou Aquele que sou!
Para vós, que compreendeis, Eu sou! 
E vós sois porque Eu sou!
E sou também para aqueles que Me chamam de mago, que Me chamam de feiticeiro! 
Eles não sabem porque sua presunção os faz pensar por sua conta.

Os que Me amam, os que sabem que Eu sou a Verdade, o amor, a Palavra, sentindo  na alma vivem unidos a Mim e Comigo pensam e trabalham  Comigo.
Os outros estão sozinhos porque não Me compreendem nem Me amam e, fazendo assim, se fecham à graça que Eu dou aos simples. 
Os simples não são os ignorantes, os simples são os grandes.
E os grandes e simples são aqueles que não se envergonham de me amar, pelo contrário, se orgulham desse amor por Mim e Me defendem!
Os simples amados de Meu coração, Meus caminhos que levando Minha Palavra dão testemunho de Mim, não temem o julgamento daqueles que lhes veem como se fossem exaltados: eles  compreenderam que antes dos homens existe DEUS! 
Assim como num tempo distante compreenderam os mártires, assim os Santos.
A humanidade que não crê em Mim está sozinha! 

Vós que Me amais e estais sempre com o pensamento em Mim, permanecei unidos em Meu pensamento.
Em verdade vos digo: falai!  E principalmente de quem não Me conhece, não tenhais temores, Eu estou convosco  para falar cada vez!

5 de Dezembro de 1975



186.  Nascia na terra para vós,  há tanto tempo.

Minhas criaturas,
reunidas com afeto e amizade com pensamentos 
de amor e de fé, eis-me aqui junto a vós 
para dar-vos uma particular bênção. 
De Mim, Jesus, a vós Minhas almas. 
Nascia na terra por vós há tanto tempo, 
era para a terra um suspiro para a eternidade, 
morria por vós e por vós ressuscitava 
em um hino de luz e de glória!
Viveis na terra, estareis em Mim!
Em verdade vos digo que Minha mão está estendida 
para abençoar-vos. 
De Mim a vós!
Dai graças ao Meu Pai e ao Amoroso Espírito 
e a Mim, Jesus, o amor feito homem 
por vós, Minhas criaturas, Minhas almas!
Segui-me sempre, sede Eu e Eu serei vós.

1 de janeiro de 1976.



187.  "A lâmpada de teu corpo é teu olho. Se teu olho está limpo, todo teu corpo estará na luz" (Mt 6, 22)

Principalmente de quem não Me conhece, criaturas, 
não vejo vossa humanidade, vejo vossas intenções.

Quero de vós a pureza da consciência e, se errais por amor, ou por vossa maneira de ser, mas sois puros de espírito, vos compreendo e vos acolherei entre Meus braços. 
Se vossas intenções não são puras, se vosso ânimo deseja vingança, eis aí então Minha justiça.
Eu sou misericordioso mas justo. 
Julgo como DEUS, não como homem.
Eu criei os homens para que venham todos a Mim, mas  dei a eles uma consciência. 
Eis que  vejo em vossa consciência e compreendo vossos erros, quando vós não compreendeis que são erros. 
Meu juízo não é humano mas Divino. Minhas almas! Meu coração se torna vosso quando vós falais de Mim.
Assim, presente em vós vejo vossas almas e me regozijo de vossas intenções.
Isto vos digo em verdade e por isso novamente vos digo: sabei amar.
Eu vos amo!

4 de janeiro de 1976

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

E os que creem em Mim, a Mim se confiam com toda a alma: então Eu os ajudo sempre para seu bem, mesmo que não compreendam na ocasião; também ajudo os que não Me buscam, os que Me ignoram e até os que Me rejeitam, porque Eu conheço o amor e ignoro o ódio, assim como ignoro a indiferença e a incompreensão.

JESUS FALA À GIULIANA BUTINI


178.  Minha pequena criatura, chamei você,  vi sua alma e dei a missão de escrever por Mim e pelos Santos e os Anjos, palavras que se dirigirão, muito lentamente por certo, mas seguras para comover o coração de quem não Me conhece e Me conhecerá, de quem não compreende e compreenderá.

Minhas criaturas!
Quero que vocês exaltem o amor e quero que  ignorem o mal que há no mundo!
O amor provém de Mim e o mal é contra Mim.
Em verdade  digo que Eu, Jesus, seu Jesus, chamou vocês fora do tempo,  vi o seu rosto, olhei sua alma, e as almas que  vi  mais claras, pois as  escolhi para determinadas tarefas.
Para levar o amor pelo mundo  escolhi os que, em todo tempo, tem  respondido ao Meu chamado.
Têm respondido também alguns de vocês que ouvem estas palavras Minhas, e houve quem de vocês que respondendo-me, se consagrou, quem, com a dor que Eu dei para devolvê-lo na glória, se dedicou a Mim, fazendo ativo essa dor e levando-a no coração ferido, sabendo  dar aos outros e sabendo compreender os demais.
Minha pequena criatura, chamei você,  vi sua alma e dei a missão de escrever por Mim e pelos Santos e os Anjos, palavras que se dirigirão, muito lentamente por certo, mas seguras para comover o coração de quem não Me conhece e Me conhecerá, de quem não compreende e compreenderá.
Minha Palavra, é sempre a mesma Verdade, para voltar sempre   trazer à terra, a Verdade tem muitas fontes, em todos os tempos brotou delas Minha palavra.
Eu escolhi para esta missão criaturas diferentes entre si, porque nenhuma de Minhas criaturas é igual a  outra;  escolhi criaturas de todo tempo para falar através delas, para que cada um de vocês recorde sempre que Minha Palavra é Evangelho e, como toda coisa criada, é  sempre igual, e distinta mas sempre Verdade, porque provém de Mim, que sou Aquele que soe e que a vocês Me manifesto de todas as maneiras, por todos os meios Me manifesto, porque os quero a todos salvos!

24 de Agosto de 1975




179.  Minhas criaturas, fiquem Comigo, Eu estarei com vocês, levem a minha  Cruz.

Minhas criaturas!
Conheço vocês desde sempre!
E os laços que os unem são também sempre os do amor, porque vocês  compreenderam e levam o amor!
Sentem-se irmãos,  todos têm essa chispa que dei por graça, que têm buscado por amor:
a Fé!
A Fé e portanto a esperança!
E levam essa esperança a quem não  conhece, e deem essa Fé a quem não Me conhece.
Quando todos Me conhecerem a terra será um jardim!

Cabe àqueles que me amam semear no jardim! E vocês, entre aqueles que Me amam, têm algo a mais que tantos, tantos outros, têm uma janelinha do Céu aberta sobre a sua alma.

Vocês sentem o Céu!
Mesmo assim, estão sempre entre os escolhidos, e esta escolha é um privilégio e uma responsabilidade.

Minhas criaturas, fiquem Comigo, Eu estarei com vocês, levem minha Cruz,  entregarei a vocês Minha coroa e trocarei entre Meus braços cada peso em alegria; em verdade  digo:
sejam irmãos entre vocês, reconheçam-se entre vocês como irmãos em Mim.

16 de Setembro de 1975



180.  Minha Misericórdia não é outra coisa que minha grande compreensão, e compreendo muito, muitíssimo, porque amo muito.

Minhas criaturas!
Os meus caminhos lhes faço encontrar!
Se se amam entre si, se sentem unidos pela mesma força, irmãos na mesma fé!
Os tempos assim o exigem, vocês estão nos tempos e nestes tempos os  pus para que sejam luzes, caminhos, para que falem da única Verdade que é de todo tempo porque procede de Mim, e Eu sou de todo tempo: eterno!

Quando trouxe o amor e a Redenção à terra, vim pelos pecadores; agora através de vocês venho pelos pecadores.
Então estendam a mão aos irmãos que não Me conhecem, que não Me querem conhecer, para que venham a Mim, ao menos que se aproximem um pouco de Mim, para que Minha Misericórdia possa avançar até eles.

Minha Misericórdia não é outra coisa que minha grande compreensão, e compreendo muito, muitíssimo, porque amo muito.
Amei-os sobre a Cruz, amei-os quando ia por Minha terra seguido de os doze, amei-os desde sempre e sempre os amarei!

Para isto é a Minha Misericórdia, e demonstro esta Misericórdia buscando através de Meus caminhos entrar nas almas que ainda não Me conhecem, que não Me querem!
Em verdade, em verdade  digo, Eu Jesus, seu Jesus, que vocês Meus caminhos, minhas luzes, serão um só caminho, serão uma só luz, porque Eu assim quis para vocês, porque sou o Amor, porque sou a Misericórdia, porque sou a Vida!

17 de Setembro de 1975



181.  Criei-os na Santíssima Trindade com meu pensamento e minha vontade. 

Minhas criaturas,
Meus pensamentos não são os seus, não obstante, Eu penso por vocês e em vocês em cada instante dessa vida que dei-lhes e que devem vivê-la em Mim para me alcançar.

Alcançando a Mim é como conseguirão também os que estão Comigo e que por um tempo, dei-lhes como os filhos, os irmãos, os pais.

Minhas criaturas, não pensem que Eu, Jesus, não os compreendo: Eu compreendo todas as coisas. Não pensem que Eu os abandono, como poderia fazer  se os  criei na Santíssima Trindade com Meu pensamento e com Minha vontade?

Não os deixo na alegria, quando não me buscam, nem os deixo na dor, quando me chamam na rebeldia ou no amor.

Então meus pensamentos são para vocês: são seus pensamentos.
Às vezes, ou quase sempre, não pode  entender por que você vê a terra e não o céu, onde tudo se abre à mente espiritual, e gostaria que as coisas, gostaria que as vicissitudes da passagem terrena como você acha, que elas são uma boa.
Não minhas almas, Não, o seu bem sou Eu, são meus pensamentos para vocês, porque Eu providencio para todos porque a todos amo.

Vivam com seus pensamentos, porque os Meus não conhecem, mas aceitem os Meus quando acertem em compreendê-los com plena confiança porque Eu sei tudo e vocês sabem até um certo limite. Confiem então nos Meus pensamentos, só  são sempre para o seu bem.
Em verdade, em verdade digo: Eu manejo seu destino, porque o destino não existe mas existo Eu e sou tudo, também seu destino!

Por isso,  quem diz que o destino se chama DEUS está  certo, e   quem diz que DEUS é amor, está  certo.
E quem  sabe aceitar entrará em Meu reino.

11 de Outubro de 1975



182.  E os que creem em Mim, a Mim se confiam com toda a alma: então Eu os ajudo sempre para seu bem mesmo que não o compreendam.

Minhas criaturas!
Meu coração é seu coração, como é também  o de todos nossos Santos, porque vocês formam Comigo um corpo único: a Igreja militante na terra, eterna no Céu, para defesa das almas contra o mal, que não prevalecerá.
E então, Meus caminhos, Eu, Jesus, falo através de uma alma.

Meus pensamentos não são os seus pensamentos, mas sempre pensamentos para vocês e para seu bem.
Não olhem os seus pensamentos como problemas, confiem-nos para Mim, Eu resolvo tudo para seu bem e sempre por amor.
As coisas, as provações e as dificuldades as mando também para seu bem, mesmo que vocês não compreendam.
Estas palavras Minhas são para cada um de vocês. Cada um tem um problema, cada um uma dor, cada um seus pensamentos que pesam, cada um as dificuldades, as fadigas, os problemas espirituais. E cada um Me pede ajuda, se crê em Mim, porque nem todos Me buscam; muitos, demasiados, Me ignoram.
E os que creem em Mim, a Mim se confiam  com toda a alma: então Eu os ajudo sempre para seu bem, mesmo que não  compreendam na ocasião; também ajudo os que não Me buscam, os que Me ignoram e até os que Me rejeitam, porque Eu conheço o amor e ignoro o ódio, assim como ignoro a indiferença e a incompreensão.
Porque Eu sou misericordioso e compreendo cada matiz das almas.
Em verdade, em verdade  Eu digo:
Não criem problemas, permaneçam confiantes em Mim, Eu resolvo tudo por vocês.
Somente peço que tenham paciência, amor e confiança.

15 de Outubro de 1975

quinta-feira, 20 de novembro de 2014

Eu sou amor, mas também justiça. Eu vou perguntar a vocês o que fizeram e o que não fizeram; eu vou perguntar a vocês se deram mais do que receberam. Eu vou perguntar se me amaram amando seu próximo, ou se foram indiferentes, ignorando o amor.

JESUS FALA À GIULIANA BUTINI


173. Saibam perdoar. Eu sei perdoar.

Minhas criaturas!
Eu sou quem sou!
Vocês, passageiros na terra, são os que serão, se quiserem, se souberem dar e amar, poderão ser!
Amem-me para ser!
Eu sou amor, e para vocês quero amor entre vocês. Saibam perdoar, 
Eu sei perdoar! 
Saibam suportar, Eu soube suportar!
Eu sou amor, mas também justiça. Eu vou perguntar a vocês o que fizeram e o que não fizeram; eu vou perguntar a vocês se deram mais do que receberam.
Eu vou perguntar se me amaram amando seu próximo, ou se  foram indiferentes, ignorando o amor.
Eu vou perguntar se odiaram, isto eu vou perguntar!
O ódio! Meu sofrimento. Também pelo ódio fui morto lá na Cruz.
O ódio faz jorrar sangue de Minha Cruz!
Minhas criaturas combatam o ódio, exaltem o amor, vivam em Mim!

21 de Junho de 1975



174.  Tu és um deles.

Mi nhacriatura! 
Te falo para abençoar-te, para dizer-te que tu te entregaste a Mim tua vida e que por isso Eu, Jesus, te darei a vida eterna! 
E por isso chego até ti, tu um dos escolhidos desde sempre!
Te  vi  da Cruz, quando tive a alegria de ver tambén todos aqueles pelos quais Meu sofrimento não tinha sido em vão, aqueles que, ao longo do tempo da terra, com seu amor, apreciariam Meu sangue!
Tu és um deles! 
E então estas palavras são somente para ti, para recordar-te que tens uma missão muito grande! 
Espero muito de ti!
Trazei-me muitas almas, o saberás como fazer. 
Leva Meu amor às pessoas através do teu, sabei que cada vez que consagras, Eu desço também porque tu Me fazes descer à terra, aos corações e aos espíritos! 
Tu, um dos que renovam todos os dias o Imenso Milagre da Eucaristia. 
Um dos que Me fazem sorrir olhando-lhes a alma!
Conheço-te desde sempre porque, como todos, tu também saiu de Meu espírito, e também por ti, também por ti morri na Cruz e por ti, também, por ti  ressuscitei!
Tu compreendes, sentes esta Minha voz  e tua alma vibra com este teu sentir!
Em verdade em verdade te digo: vê com tranquilidade o desenvolver de tus missão, a mais forrmosa missão! 
És um dos Meus, Me levas às almas!

30 de Junho de 1975




175.  "Estão certos que eu estarei com vocês todos os dias, até a consumação dos séculos". (Mt 28, 20) 

Minhas Criaturas, 
vocês todos os que obrais em Meu nome! 
Em verdade  digo que Eu, Jesus Amor, o Amor de Nosso Pai para vocês, estou sempre no meio de vocês! 
E por meio de alguns de vocês, escolhidos por Nós Trindade, olhem, eis-me aqui para relatar novamente Minha história! 
Mando a vocês Meus pensamentos! 
Meu Evangelho!
Um Evangelho conhecido por poucos, mas para estes poucos que creem nestas palavras, que  compreenderam, envio Minha graça! 

Minha graça os ilumine sempre, criaturas que têm fé! 

E junto com a fé têm em seu coração esse sentimento que os faz aceitar com alegria Minha voz, que vem através de um caminho Meu. 
Vocês, Meus amados! 
Caros ao Meu coração porque crendo em Mim sabem amar, são Meu sal da terra, vocês Meus consagrados  na fé viva e, às vezes, também no sofrimento. 
São Minhas luzes, vocês, criaturas do mundo que, não obstante, esquecem esse mundo seu para olhar para Meu Céu!

Vocês, vocês todos  que Me levam no coração. 
Minhas luzes, Meu sal! 
São Eu, são Minha Palavra! 

7 de Agosto de 1975 




176. Minha Cruz é a sua, com seu modo de amar e de aceitar quanto  vem de Mim para sublimarem, assim como as lágrimas, o cansaço, as preocupações, o peso das inquietudes. Levam-Me um pouco da Cruz, para Mim fica mais leve, para vocês  pesa. 

No silêncio falo a vocês!
Minhas Criaturas, estou ao seu lado e falo!
Vocês que Me sentem em cada batimento de seu coração, porque em seu coração Eu, Jesus,  pus a vida. 

Em seu coração pus  a alma, que os faz sentir cada sentimento, que os faz amar e odiar, sofrer e gozar.
E volto, sempre volto entre vocês, escolhidos de Meu coração, semelhante ao seu no sentir, e distinto do seu porque Meu coração não conhece o ódio mas somente o amor!

E volto a chamar ao teu coração, G., para  me mostrar  o seu espírito, T.! 
Assim vocês  sabem Me sentir e, com seu sentimento, Me chamam. 
Eu respondo a sua reclamação e em verdade  digo que  compreenderan, Me  compreenderam tanto como para viver em Mim em cada gesto seu, desde o mais insignificante até o mais importante.

Pequenas folhas Minhas, deixem-se levar sempre por Meu vento!
E Meu vento é Mimha voltade, e assim mesmo é sempre o amor que sinto por todos vocês.
E mais ainda por vocês que Me amam, estando vocês assim agradecido.
Minha gratidão é para todos os que vivem em Mim, que por Mim dão, que Comigo sofrem.

Minha Cruz é a sua, com seu modo de amar e de aceitar quanto  vem de Mim para sublimarem, assim como as lágrimas, o cansaço, as preocupações, o peso das inquietudes. Levam-Me um pouco da Cruz, para Mim fica mais leve, para vocês  pesa. 
Será luz, será leve, será sua glória quando estiverem Comigo. 
Quando estiverem ressuscitados em Meu Reino.
O Reino da luz.

9 de Agosto de 1975




177.  Estou no cume de sua "scala Coeli” a escada que, através das dores, das fadigas, das preocupações sombrias, os leva até Mim.

Minhas criaturas!
Aqui Me tem na batida de seus corações!
Em vocês, com vocês que Me conhecem porque sabem Me  buscar.
Como queria que todos fossem como vocês, como queria ser buscado, ser amado!
Sou DEUS, mas a parte humana que Me fez homem na terra pelo querer de Nosso Pai, para que Eu fosse com amor e sacrifício,  testemunhar a Verdade e a existência de um mundo real e eterno, mais além da terra, essa humanidade Me faz reclamar o amor, porque somente nesse amor por Mim sentem também o amor para os demais.
É esse fio de amor que Eu ato para vocês e como condutor de Mim a vocês, uma de vocês, que por Mim fala,  digo uma vez mais em verdade que Eu sou Aquele que sou.
E eu peço, almas de Minha alma, que Me levam sempre em seu coração, na essência mais íntima do seu sentir, do seu vibrar. 
Assim, quando venham a Mim, todo o amor que Me deram a Mim e ao seu próximo, o terei em conta para restituir  em glória.
Estou no cume de sua "scala Coeli” a escada que, através das dores, das fadigas, das preocupações sombrias, os leva até Mim, os leva até seus seres queridos que perderam na terra, e Comigo a salvo, os levo à luz!

13 de Agosto de 1975

sábado, 25 de outubro de 2014

“Por que? Por que esqueceram que Eu sou o único que morri na Cruz por todos? Por que não me escutam? Por que não pensam em Meu sacrifício e depois em Minha ressurreição? Homens, por que odeiam?"

JESUS FALA À GIULIANA BUTINI


168. Eu sou eterno na Trindade!

Minhas criaturas!
Minhas palavras no tempo dos homens  também estão sempre em Meu tempo.
Devo voltar!
E sempre voltei à terra através daqueles que falaram de Mim. E volto a falar em todos aqueles que falam de Mim verdadeiramente!
Aqueles que falam com Minhas Palavras!
Aqueles que levam a Palavra!
Vocês podem reconhecê-los sempre porque neles não encontrarão nem sombra de interesse material e irradiarão serenidade em seu espírito, serão criaturas de quem ninguém poderia pensar que um fio as liga a Mim  para que possam ouvir Minha Palavra em seu ânimo e em seu coração, sobretudo no coração, para que  levem  amor às pessoas, porque o  tempo  dos homens e Meu tempo o requer.
Eu não cumpro meu ciclo voltando à terra, não, Eu sou eterno na Trindade.
Venho ainda  trazer o amor, venho ainda  para recordar aos homens que Eu existo!
Porque sou o único Homem–DEUS e que, para alcançar-me, eles devem viver durante a travessia terrena  no amor para com os demais; venho para recordar às Minhas criaturas que as amo com um amor imenso.
Olhem para Minha Cruz: é Minha prova de amor!
Foi para levá-los comigo para a Ressurreição. Minhas almas, Meus suspiros!
Eu falo a vocês  porque os amo, e  como poderia falar de outro modo senão através de alguns de vocês?
Sou Eu, são vocês, são Meu corpo místico, são Meus membros e então os utilizo vocês que são Eu, para alguns de vocês, para que os outros que também são Eu, saibam que são Eu, porque serão!
São porque serão!
Se quiserem ser, não esqueçam Minha Palavra!
Foi dirigida de novo para vocês para que saibam que o caminho que leva ao Céu é o amor; foi dirigida também para vocês para que saibam da Minha realidade, foi dirigida ainda a vocês porque Eu sempre estendo os braços a vocês e assim  demonstro também Minha Misericórdia.

14 de Maio de 1975



169. Pentecostes, como desceu sobre os primeiros apóstolos, desce para iluminar as mentes dos que escolhi como últimos apóstolos.

Minhas criaturas
Pentecostes, como desceu sobre os primeiros apóstolos, desce para iluminar as mentes dos que escolhi como últimos apóstolos.

Ilumina aos que falam de Mim com amor, aos que Me levam com amor ao pensamento de quem não  pensa em Mim.

O Espírito de Amor sopra com Sua chama para que o mundo–terra saiba que a Trindade esteja sempre presente.

Eu falo no silêncio!

Falo no silêncio com Minhas almas, quando na graça se põem na escuta.
E para aqueles a quem falo mais claramente: Meus caminhos, eis aqui a luz do Espírito de Amor que os ilumina!
Os últimos apóstolos, escolhidos por Mim, como os primeiros!,
Os primeiros Me seguiram, sigam-Me vocês!
Os primeiros foram homens comuns, vocês também são homens comuns!

Sirvo-Me dos pequenos, porque os grandes da terra têm soberba, os pequenos simplicidade.
Eu, em verdade  digo que  amo o que é simples porque Eu também sou simples.
E o amor é simples, simples é a fé, simples a esperança se se permanece humilde e se aceita tudo; se se chega a ser soberbo tudo se complica e se fecha o espírito à graça.
Minha voz fala às almas no silêncio, a todas, e poucas Me ouvem com claridade!
Para poucos dito Minhas palavras, para Meus Caminhos!

Para as demais almas dito a bondade, dito a obra da caridade, dito o amor.
E aos que não ouvem claramente Minhas Palavras, podem, não obstante, ouvir sempre as primeiras Palavras, que são para a Cristandade e para todos aqueles que as desejam.
Em verdade Eu digo: cada um de vocês que, lendo Minha história, fizer dela sua fé, será acolhido entre Meus braços.
Depois, outras Palavras para que todos recordem as primeiras, Meus caminhos são para ratificar Minha verdade.

19 de Maio de 1975




170. Em verdade, em verdade vos digo: estarei convosco  quando ressuscitarem, Eu, que morri na Cruz e  ressuscitei na glória por vós.

Minhas criaturas!
Quem crer em Mim, viverá!
E crendo em Mim, aquele que tiver fé e comer Meu corpo  terá a Mim, o terei a ele, estaremos unidos em um só espírito!
Quem crê em Mim é aquele que sabe ver, que conhece a Verdade!
A verdade da Palavra, da Cruz, da Ressurreição!
Em verdade, em verdade vos digo: estarei convosco  quando ressuscitarem, Eu, que morri na Cruz e  ressuscitei na glória por vós.
Meu corpo e Meu sangue se fazem seus com Meu Espírito, cada vez que se renova Meu sacrifício por vocês.
E se renova cada dia da terra porque Eu, Jesus, sigo gozando e sofrendo cada dia da terra pelos justos e pelos pecadores.
Meu corpo, Meu sangue!
Para vocês, para que  sempre saibam que Eu sou Aquele enviado de Nosso Pai que traz a Palavra, a Verdade e o Amor!
Vocês, que são Eu, levem também a Palavra, uns aos outros; também vocês, que são Eu, testemunhem a Verdade para quem não Me conhece mas que também é igualmente sempre Eu; levem aos demais Meu Amor por vocês.
Em verdade, em verdade vos digo:
novamente vos  indiquei o caminho reto para alcançar-me na glória.

29 de Maio de 1975



171.  Vocês que têm fome e sede de Mim, saciem-se com meu Corpo e meu Sangue. A Eucaristia  dará a força para operar o bem em meu nome.

Minhas criaturas,
Acolho  vocês em Meu coração, os levo em Meu pensamento.
De vocês sei todas as coisas, passadas, presentes e futuras.
Coloquei vocês para transitar pela terra em um tempo especial.
Mostro-lhes muitas coisas sobrenaturais, e ainda   as mostrarei.
Faço-os ouvir Minha voz, envio Meu pensamento eterno,  indico muitos de Meus caminhos,  envio almas, faço conhecer os verdadeiros e os falsos profetas, porque estos tempos são do espírito, e o seu espírito tem sede do Grande Espírito.
Envio Meu pensamento para muitas criaturas Minhas, Meus Anjos e Meus Santos enviam seus pensamentos.
O Céu envolve a terra para instruí-la e protegê-la.
Minhas criaturas, dei-lhes a dor,  coloquei-os em tempos especiais...
A você dou o dom de ouvir... os  sublimei! Todos vocês, todos vocês que creem em Mim e nestas Minhas palavras!

Vocês que trabalham para Mim, vocês que operam em Meu nome, vocês que são Minhas pequenas lanternas em um mundo obscurecido pelo mal.
Em verdade Eu digo, Eu sou Jesus e a vocês que creem em Mim, vejam, Me manifesto!
Vocês que têm fome e sede de Mim, saciem-se com meu Corpo e meu Sangue. A Eucaristia  dará a força para operar o bem em meu nombre, em Mim, porque Eu estarei em vocês e com vocês.

Minhas Almas, Meus suspiros, Meus pensamentos!
Falo a todos vocês que Me compreendem! Cada um de vocês tem um caminho não fácil de percorrer...
Sou Eu quem o tracei, agradeçam-me!

Agradeçam-me pelas lágrimas, pelas fadigas, pelas preocupações não leves, agradeçam-me por cada contrariedade sua, por cada melancolia sua, por todo seu mal!
São os braços que estendo para que venham até Mim, as dores.

São os caminhos que os conduzem a Mim, as lágrimas, as fadigas, as desilusões, os males físicos... E então, Minhas criaturas, peçam-me a dor, é como pedir para vir a Mim, e Eu sou a Vida, sou a Verdade, sou o Amor!

11 de Junho de 1975



172.  Meu rosto é o do amoroso irmão de todos os homens.

Meu rosto!
Minhas criaturas, Meu rosto é mais doce, mais amoroso, mais amável para vocês que o de todas as imagens criadas pelos pintores e escultores de todos os tempos.
Muitos são os rostos semelhantes ao Meu, muitas as obras inspiradas por Meu pensamento, no entanto  jamais mão humana pôde plasmar o Divino!
O rosto marcado no sudário é, no entanto, sempre Meu verdadeiro rosto, semelhante ao Meu, semelhante, não igual, mesmo que seja inspirado.
E Meu rosto os observa e Meus olhos os veem!
Meus lábios sorriem para vocês quando operam em Meu nome, quando amam, quando dão!
Meu rosto é o do irmão amoroso de todos os humanos, é o rosto que Meu Pai quis para Mim e para vocês.
É o rosto da esperança para vocês que o desejam; é o rosto da Verdade.

E quando Meus olhos se tornam tristes vendo o mal, vendo o egoísmo, vendo todos os baixos sentimentos humanos, aqui, ali então Meu olhar expressa uma súplica:
“Por que?  Por que esqueceram que Eu sou o único que morri na Cruz por todos? Por que não me escutam? Por que não pensam em Meu sacrifício e depois em Minha ressurreição?
Homens, por que odeiam?"

E Meu rosto se torna radiante de júbilo quando posso dizer com muito amor a quem sabe amar e dar: Por vocês ressuscito em toda boa obra de vocês.
Em verdade Eu digo que são a luz de Meus olhos, e Meu rosto   sorri, vocês, vocês que Me seguem, vocês que vivem de Mim, vocês que eterna e verdadeiramente viverão de Mim!

21 de Junho de 1975

quinta-feira, 14 de agosto de 2014

Os homens têm sede das Minhas Palavras e a muitos não bastam mais Minhas antigas Palavras, querem outras, para crer que Eu sou O ÚNICO! A cada alma Eu falo, saibam todos escutar e não como se Eu só dissesse a vocês belas palavras, não certamente, escutem o que Eu quero.

JESUS FALA À GIULIANA BUTINI


163. Toda criatura recebe, em maior ou menor medida, esse sofrimento que Eu, Jesus, em união com Meu Pai e o Amoroso Espírito, dou porque amo!

Minhas criaturas!
Evoco Meu Calvário, aqueles dias de sofrimento oferecidos a vocês, padecidos por vocês!  Demonstrei assim como é a vida terrena: caminhar, amar, sofrer, morrer e ressuscitar!

Caminhar, isto é, sempre não se deter, não ter apego a coisas que depois não terão mais importância alguma.

Amar, isto é, dar em todas as formas, cada um conforme seus meios, aos outros, tanto aos mais próximos como aos mais afastados. Deem a quem ama  e deem a quem não consegue  amar! Não   peço muito, não certamente, porque são homens.

No entanto, para todos a tolerância, a compreensão e a caridade.

Para que seus espíritos sejam mais compreensivos naquela realidade, Nosso dom,  aguarda  toda criatura Minha: a vida eterna, Meus braços e a glória dos Céus.

Esta realidade é a dor que, penetrando os espíritos humanos, os faz sensíveis e aptos para compreender que a dor santifica e os torna sábios para o porvir.

DEUS Pai, o Espírito de Amor, e Eu, o Homem da Cruz, o Filho de DEUS, o irmão de todos, Somos uma imensa realidade que compreenderão melhor com a dor, que alcançarão antes através da dor!

Morrer! Morrer na terra não é senão o modo de alcançar a Vida, e ressuscitar não é outra coisa que viver esta Vida eterna!

E portanto, Minhas criaturas, que passam neste tempo pela terra amando, sofrendo, morrendo, todos ressuscitarão para vir até Nós.

Sua vida na terra não é mais que uma passagem...
A passagem do homem que vai até uma meta, a única!

O tempo mostra esta passagem, porque o tempo transcorre e vocês no tempo vão...
É para fazer compreender que tudo na terra tem fim, e depois tudo recomeça e continua...

Minhas criaturas, a todos vocês que escutam  inscrevo-os em Meu coração, a você, que Me ouve e escreve Meu pensamento eterno, antes que a outros o inscrevo, escolhi-o do Madeiro e depois de séculos falo através de seu espírito e utilizo sua mão, porque os homens têm sede das Minhas Palavras e a muitos  não bastam mais Minhas antigas Palavras, querem outras, para crer que Eu sou  O ÚNICO!

E a todos vocês falo, a todos os inscrevo em meu Coração!

A todos  vocês os vi  da Cruz,  vi  passar o tempo da terra, e a vocês que vivem no tempo.

Vejo-os um a um, conheço perfeitamente a todos,  vejo as almas e os exorto  todos a dar testemunho de Mim, a praticar a caridade, a exaltar o amor!

A vocês, sofredores no espírito, a vocês, sofredores do corpo, a vocês, cansados, a vocês, preocupados, a vocês, desconcertados!
Saibam que tudo isto é passageiro, mas o amor permanece!

Falo a todos vocês, aos consagrados que compreendem que esta é Minha voz!
Falo para eles para que compreendendo que Eu estou para apoiá-los e para abençoá-los, então sejam sempre eles, fortes, porque se sabem protegidos por Mim!

Falo para os que Me levam às pessoas!
E todos podem, de diversos modos, levarem-me às pessoas!
Doando amor!

Em verdade  digo-lhes que Eu sou como a luz e penetro cada alma!
A cada alma Eu falo, saibam todos escutar e não como se Eu   só dissesse a vocês belas palavras, não certamente, escutem o que Eu quero.
Vocês que por privilégio têm a Minha Palavra, devem amar, dar, trabalhar, sabendo que estão caminhando, não descansando.

24 de Março de 1975



164. Para Mim o tempo da Paixão foi a parte mais importante de Minha passagem pela terra.

Minhas criaturas!
Vejo suas almas! Vejo que sentem amor por Mim, cada qual de modo diverso, segundo seu modo de ser, mas todos vocês  sabem Me sentir!

Eu sou sempre indulgente com vocês, Minhas palavras sempre são de amor, porque se conquista mais com o amor que com a indiferença ou com a reprovação!

Então Eu falo a todos animando, e todos os que  sabem Me compreender poderão então, se quiserem, melhorar espiritualmente!

O tempo de Meu sofrimento Me volta à mente, porque Minha mente, porque fui homem e fui DEUS e sou homem e sou DEUS, é humana e Divina.
E esse lado humano que permanece em Mim para compreender a humanidade Me faz voltar àquele tempo distante...

Na terra, enviado para ensinar o amor, para trazer com as Palavras a esperança, ia entre as pessoas para falarem de Meu Pai, tinha seguidores fiéis, desfrutava pores do sol dourados e amanheceres rosados ...

Esse tempo distante e para Mim também próximo, retorna em Minha alma e sofro ainda cada tortura Minha padecida!

Por este padecimento compreendam melhor o amor!
Quem não sofre não compreende o amor!

Quem sempre teve tudo não compreende o que é receber!

Minha Paixão. O caminho da Cruz!
Quanto sangue!

Se vejo as almas dos Santos e dos justos, eis  que esse sangue resultou precioso: valeu para eles.

Recordem, Minhas criaturas, vocês que são o alento de Meu alento porque são Meus filhos, porque são Meus irmãos, em apreciar cada vez mais Meu sangue, derramado também por vocês!

Com as obras!  E com o amor!
Para Mim o tempo da Paixão foi a parte mais importante de Minha passagem pela terra.

E a mais dolorosa!
Com a dor se leva o amor!

E essa história Minha que demasiados ignoram, que muitos conhecem vagamente e os que  menos conhecem, não é por certo uma fábula, é Minha realidade!
Todos deveriam conhecê-la, Eu, Jesus conheço a história de cada criatura Minha passada, presente e futura.
Eu já  vivi  cada vida de vocês!

E vocês, almas Minhas, vivendo Minha vida com o seu pensamento, não fazem senão devolver-me em parte esse amor que Eu tenho por todos vocês, até o ponto de conhecer  cada um como se cada um fosse Eu mesmo!

Somente isto peço a vocês:
aprendam a conhecer-me cada vez mais e saibam amar cada vez mais, em Meu nome.
Quem mais Me conhece, mais sabe amar!

27 de março de 1975



165. O tempo de Minha Paixão culmina com o tempo de Minha alegria.

Minhas criaturas!
Eu morri por vocês e  ressuscitei!
E então, homens que temem a morte, por que não pensam, em troca, na vida?
A vida em Minha luz!
A única vida!
Eu sofri  e Me  alegrei!

Ressuscitando, como Eu   fiz, se alegrarão os justos!

E se às vezes vocês, Minhas almas, Meus suspiros, pensam nesse trânsito da vida terrena à eterna, então pensem em Mim, Jesus, que fui homem na carne e DEUS no espírito!

Eu, que a cada instante de sua peregrinagem terrena estou para ajudá-os e sustentá-los!

E então, o que é essa morte que temem os homens?
É a passagem que os conduz a viver!
O tempo de Minha Paixão culmina com o tempo de Minha alegria!
Vocês não podem compreender a alegria de todos os que   chegaram a Mim na glória.
Os que vocês chamam de mortos.
Os vivos em Mim!

A luz que envolve com Minha luz os que vivem em Mim é maravilhosa!
E então,   vale bem cada sofrimento terreno, da carne e do espírito, então cada dor importa muito!

Quando a luz os envolverem darão graças por toda lágrima de vocês. Cada lágrima sua, chorada em amor para Mim, será uma luz mais para vocês, uma luz maravilhosa entre tantas outras luzes, que foram, que serão as boas obras dos humanos!

E luzes, e luzes, e luzes para quem chorou, para quem doou, para quem, sempre em Meu nome, se  sacrificou.
E Meu nome é Jesus, o Salvador, Aquele que  ressuscitou por vocês.

Ainda e enquanto a terra existir, através dos tempos e tempos, através do bem e do mal, sempre será festejada Minha Ressurreição, porque o homem, mesmo quando  não crer em Mim, quer esperar.
E Minha ressurreição brinda a esperança também naqueles que duvidam.

 Meus suspiros, nesta noite estou com vocês!
Ressuscitado!
E em nome do Meu Pai, do Espírito de Amor, unido a Eles, eis aqui, com Minha mão estendida para abençoá-los, Meu coração no seu e o seu no Meu, porque vocês são Eu quando Eu sou vocês!

29 de Março de 1975
Sábado Santo



166.  "Deixou a Judeia e se foi outra vez para a Galileia". (João 4, 3)

 Minhas criaturas!
Quando vejo Nossos, os Meus, e os seus olivais, retorno con Minha mente àquele tempo!
Aquele tempo distante para vocês, para Mim próximo ainda, em que levava a Palavra.
Estou vendo um bosque de oliveiras, ali descansava com Meus Apóstolos indo para a Galileia. Volto a ver o rosto rude de Simão Pedro, com seu nariz chato e seus cabelos crespos,  de João, de Judas, o dos olhares esquivos.
Recordo de rosto de todos!
Todos aqueles que Me seguiram e aquele que Me traiu.

E ainda  hoje muitos Me seguem e muitos Me traem.
Minhas almas, Meus suspiros!
Para vocês trago novamente a Palavra, que seus espíritos escutam por milagre através de um de vocês, porque todos vocês têm sede de esperança!

E com a Palavra, Minha Palavra nova e antiga, Minha eterna Palavra, mirad, em verdade, em verdade  digo que Eu sou, que vocês serão, e que aqueles, seus seres mais queridos, estão eternamente em Mim.

Presenteei-os com muitas lágrimas que serão luzes para vocês, presenteei-os com a dor, mas para salvar seu filhos, porém por amor, e vocês ainda choram com a alma porque ainda não podem compreender a graça que eles, Meus escolhidos, receberam.

Não chorem, eles sorriem. Sorriem porque estão vivos em Mim.
E Minha Palavra é para vocês porque os exorto a compreender o que não atinam em compreender.

Exorto-os, Meus suspiros, a ver a grande verdade que os espera mais além do umbral que divide a terra do infinito.

Exorto-os à certeza, não à fé vacilante. Fé certa, quero de vocês, Eu, Jesus que mesmo depois de séculos   trago a Palavra.

E olhando nossos olivais debaixo das estrelas, nossas estrelas, evoco de novo Minha terra, volto a ver a Galileia, volto a ver o Sinai, volto a ver aquele país do qual surgiu o amor para todos, e muitos não  sabem compreender.

18 de Abril de 1975



167.  É maravilhoso ascender ao Céu; quando compreenderem essa maravilha, então comprenderão o porque de todas as coisas humanas.

Minhas criaturas
é maravilhoso ascender ao Céu; quando compreenderem essa maravilha, então comprenderão o porque de todas as coisas humanas.

São humanos para vir até Mim!
Nasceram  na terra para chegar até Mim!

Evoco com o pensamento Meu tempo terreno.
Volto a ver rostos que já vi na eternidade, rostos de homens que virão, de homens que escolhi, de homens que já passaram pela terra...

A todos, a todos volto a ver, como agora volto a ver cada gesto e cada sentimento de vocês.
Em verdade, em verdade Eu digo: Foram criados para pertencer aos Céus.

8 de Maio de 1975
Ascensão

domingo, 6 de julho de 2014

E o amor é a caridade em todas suas formas, no dar, nas ações, no sacrifício, na renúncia. O amor é situar sua pessoa depois das outras, e o amor é também anular-se em Mim para ser como Eu os quero, abandonados em Mim e em Mim nos seus atos e no espírito.

JESUS FALA À GIULIANA BUTINI


156. O amor é também anular-se em Mim para ser como Eu os quero.

Minhas Criaturas,
Vocês são o sal da terra!
Deem então exemplo de amor, assim como fez Saulo séculos antes de vocês.
Palavras humildes, não palavras de ciência, porque a ciência não foi feita para o amor, é feita sempre para a instrução.
 Vocês são a luz! Portanto levem a luz! E Eu sou sua luz, que   reflete em vocês cada vez que operam no amor.
E o amor é a caridade em todas suas formas, no dar, nas ações, no sacrifício, na renúncia.
O amor é situar sua pessoa depois das outras, e o amor é também anular-se em Mim para ser como Eu os quero, abandonados em Mim e em Mim nos seus atos e no espírito.
Minhas criaturas!
Estou regressando no meio de vocês, desse modo se realiza aquela promessa que Eu fiz, Jesus, porque em verdade, em verdade disse que teria de voltar à terra.
E volto assim, através de Meus pequenos caminhos, de meus mais amados, dos que me tem dado muito em dor e em sacrifício para tornar-me caminho através deles!
Deles Eu tomei, Eu a eles lhes dou.
Dou-lhes esse modo de estar suspensos entre o céu e a terra, escutando Minha voz com o espírito para levá-la às pessoas.
Abençoo-os, Meus caminhos, vão pelo mundo para testemunhar que Eu, Jesus, o Filho de DEUS, o irmão de todos os homens, estou voltando à terra para trazer novamente a Palavra.
E a Palavra é amor, e a Palavra é a Fé, e a Palavra é o exemplo, é caridade, é todo bom gesto e sou Eu!
Eu sou a Palavra, e vocês são o sal e a luz da terra, vocês, que Me levam em seu espírito e Me dão às almas!

9 de Fevereiro de 1975



157.  A quem tiro, devolvo: não importa se na terra ou na eternidade. Eu restituo tudo.

Minhas criaturas
estou convosco, estou com todos os que, como vocês, têm sofredor o coração!
Levarei-os Comigo na alma e assim mitigarei suas dores, porque Eu, Jesus, dou a dor por amor, e por amor sei aliviar.
A quem tiro, dou.
A quem tiro, devolvo: não importa se na terra ou na eternidade. Eu restituo tudo.
E  devolverei a cada criatura, todas as criaturas que tirei para levá-las a um lugar seguro e porque tinha necessidade dessa criatura no alto, como tenho necessidade de todos vocês na terra para que levem o amor, para que sejam o sal, para que sejam a luz, para que sejam a salvação de ao menos uma alma.

Tenho necessidade de vocês, e desço entre vocês, estou no meio de vocês, e neste momento estou em você, em você, criatura que escolhi entre tantas, e estou ao seu lado, criatura que passa pela terra junto a ela,  mão na mão e a alma unida!
Estamos entre vocês e em vocês!
De vocês Me valho, porque necessito de cada criatura Minha, e Eu, Jesus, em verdade, em verdade  digo:
Por cada alma que Me trouxerem, para vocês entre Meus braços, entre os braços de Meu Pai, na luz da glória, no amor do Espírito Santo e no coração de Myriam, terá para vocês um lugar de luz eterna.
 Meu amor por vocês será eterno, e tudo o que perderam, lá, junto a Mim,  reencontrarão!

10 de Fevereiro de 1975



158.  Toda obra Minha, para a qual Me sirvo de Minhas criaturas, irá sempre adiante.

Minhas criaturas!
Em casa, entre Meus braços, ao eterno gozo chegou uma de Minhas almas, a única entre tantas e tantas que  recebeu  na terra a missão tão grande de extrair do lenço Minha imagem.
Nem sangue, nem suor, não; é milagre para os homens que sabem compreender, para os que Me dão amor e para os que ainda não sabem compreender, mas depois compreenderão.
E aquela que dessas manchas conseguiu extrair Minha imagem,  chegou a Mim, e Me  encontrou parecido, Me  encontrou para sempre!
A cada um confio uma tarefa, a alguns certamente mais espiritual, a alguns importante.
E nestes tempos que marcham velozes no mal e no bem, até o infinito, eis então que Eu, Jesus, o homem do  Sudário, me manifesto aos homens para dar-les novamente a prova de que Eu sou!
Sou o amor, a misericórdia, a luz!
Sou a Palavra!
E Minha voz chega através de Meus pequenos caminhos!
Homens, sou Eu, Jesus, Aquele que por vocês se imolou para demostrar  o amor, e sou Aquele que para vocês deixou a marca  de Seu corpo sobre esse lençol que, de outra maneira se não fosse milagre, não teria resistido tantos anos.
Tantos anos, porque segundo Nosso desígnio, este é o tempo. Agora começará o tempo em que a Verdade  abrirá caminho, de forma lenta mas segura, através dos enganos.
 Em verdade  digo que toda obra Minha, para a qual Me sirvo de Minhas criaturas, irá sempre adiante!

25 de Fevereiro de 1975



159.  Como uma fábula é para muitos, a imagem da Sagrada Família. 

 Minhas criaturas!
Quando vim à terra, enviado para trazer o amor e a esperança, não experimentei somente a dor! Vivi todos os sentimentos humanos, para compreender ainda melhor a humanidade: tive  alegria olhando os horizontes daquelas regiões, tive  alegria passando na brisa entre os olivais, tive  serenidade olhando as almas de Meus discípulos e o desconsolo olhando a alma daquele que Me beijou e depois Me traiu...
Esta flor de Minha terra  Me transporta para aquele tempo em  que fiz a história do cristianismo.
Os tempos do Evangelho!
E  o Evangelho é para todos os tempos!
Minha Palavra!
Minha Palavra aos homens e para todos os homens de toda época.
E também é sempre Evangelho cada palavra que vem de Mim a vocês através de Meus caminhos, poucos, são poucos Meus verdadeiros caminhos, mas quem Me sente no coração sempre Me reconhece e sabe distinguir Meus verdadeiros caminhos!
E ainda, ainda  volto a Me ver menino, contemplo o pequeno jardim e vejo de novo meus brinquedos, rústicos brinquedos de madeira talhados por José.
Meu José!
Aquele que foi Me pai terreno, homem humilde, Santo, verdadeiro pai amoroso.
Como uma fábula é para muitos, a imagem da Sagrada Família, o presépio como um brinquedo.
No entanto, quanta verdade!
Toda a verdade e todo exemplo para a humanidade a vida de Minha Mãe e a de José.
E a terra que Me viu crescer, aquela terra doce e áspera ao mesmo tempo.
Os frutos daquela terra!
E o lugar onde fincou Minha Cruz!
Aí então a dor!
A dor que depois foi alegria em Meu ressuscitar.
Que exemplo para os homens!
Morrer para ressuscitar.
Eu, Jesus, o Homem DEUS, a Verdade, a Palavra, o Amor, que nasceu, viveu e morreu por vocês,
Ressuscitado para vocês e para a glória, a fim de demonstrar que a vida na terra não é mais que um passo para recordar o amor!
É este amor que recordo a todos, eis aqui que os   trago ainda, passa através da mente e da mão de uma criatura como você,   no entanto com algo mais de você, este Meu dom, este Meu dom é seu  e de vocês, vocês que escutam ainda Minha voz!
Deem graças e recordem que Eu sou, que vocês serão, sempre se Me souberem seguir.
Pode ser difícil o caminho para me seguir, certo que é mais fácil o outro caminho, porque nestes seus tempos e como em outros tempos foi, sempre é mais fácil odiar do que amar!
A quem Me ama, peço para seguir o caminho mais difícil, dou Eu mesmo a força para quem o segue  e, em verdade, em verdade   digo: Comigo ao lado, tudo resultará fácil.
Se souberem me amar, se souberem amar, tudo se tornará fácil.

4 de Março de 1975



160. A fé em Mim sustenta o mundo daqueles que, neste mundo feito de esperança e amor, vivem para viver depois na feliz realidade do verdadeiro mundo. 

Minhas criaturas!
Vocês que, por privilégio Divino, recebem Minhas palavras!
Eu, Jesus, em verdade, em verdade  digo que  todos vocês   escolhi da Cruz, porque sabia que teriam de dar de vocês mesmos algo a mais que muitos outros para a humanidade que  es mais próxima e às vezes distante.

Em verdade os exorto a falar de Mim, levai-me às  pessoas, porque todos tem sede de Fé. A fé em Mim sustenta o mundo daqueles que, neste mundo feito de esperança e amor, vivem para viver depois na feliz realidade do verdadeiro mundo.

Abençoo-os, Minhas criaturas, nesta noite estrelada da terra;  lá, mais além dessas estrelas, tudo num mundo de maravilha e esplendor vela por vocês.
Não fiquem jamais sozinhos, vocês têm a Fé.

8 de Março de 1975


161. Em verdade, em verdade Eu digo: nunca deixo só  Meus escolhidos.

Minhas Criaturas!
Vocês que sempre levam a Palavra aos que não creem n'Ela!
Não temam, vocês dão e eles  receberão algo.
O mérito é seu e a glória será  sua, não daqueles que os creem tontos!
E os que se dizem meus “consagrados”,  não sabem que Eu, Jesus, prometi falar sempre, através dos tempos e através das criaturas escolhidas para isto?
Não sabem eles que Eu escolho criaturas como vocês, porque os que deveriam bastar para levar Meu testemunho às pessoas, nem sequer creem em Mim de modo justo, de Meu Credo e de Meus dogmas não tem fé.
Por isso escolhi vocês, pequenos, vocês do mundo, sem sinais visíveis para os homens, mas  para  Mim, e Eu  vejo claro e luminoso, o sinal do amor por Mim e por seu próximo.
E então, pequenos Meus, apóstolos do amor, não temam, nada devem temer, e no entanto sejam prudentes, sejam calmos e sejam cautelosos.
Saibam, em verdade, que as coisas boas sempre são combatidas, mas sempre saem adiante porque estão em Minha vontade.
Não escolho ao azar   Meus apóstolos, tudo forma parte de Nosso desígnio, e vocês estam neste desígnio traçado por Meu Pai, pelo Espírito Santo e por Mim, o Filho de Deus, o irmão dos hom­ens.
Minha voz  chega a vocês para confortar suas almas,  chega como música,  chega como palavra Divina.
Em verdade, em verdade  digo: não deixo sé  Meus escolhidos.

8 de Março de 1975



162.  Como a cada ano, desde anos e séculos, eis aqui o tempo da Paixão.

Minhas criaturas,
como a cada ano, desde anos e séculos, eis aqui o tempo da Paixão.

Torno a ver sobre o Gólgota, torno a sentir aquela Minha dor, humana e sobre humana, no corpo e na alma.
E essa dor volta a Mim porque eu vejo o interior dos espíritos humanos!
Novamente Me ofereço, me imolo outra vez!
E vocês Meus caminhos, oferecidos Comigo, imolados Comigo, vocês que compreendem a dor, vejam que Eu dei a vocês para que fossem o que são agora: mais do espírito que da carne; e   dei para depois lhes dar  grande recompensa, e porque, e sobretudo, por isto: necessito de vocês como apoio daquele Meu padecer porque dão de vocês mesmos, e os espinhos de Minha coroa apertam com menos força Minha cabeça porque vocês, que sabem me levar  no coração, Me ajudam a padecer a dor da carne lacerada.
A vocês eu regalei estigmas invisíveis, e esses estigmas de seu espírito Me ajudam a sofrer a sede sobre a Cruz!

E tudo isso que vocês fazem e dão, todo isso Me ajuda a ressuscitar!
E então, eis aqui a luz!
A grande luz que os justos, os sofredores, sobretudo os sofredores no amor, os Santos sacrificados, os humildes, os miseráveis, os leprosos, os cegos físicos, vejam, e os privados do que mais amaram, eles sobretudo, eles gozarão Comigo, dessa luz que, para os que já a desfrutam depois de ter suportado na terra os estigmas no espírito, é maravilha, é encanto, é júbilo!
Assim como para eles, será para vocês!

Aqueles que já estão na luz. Comigo, com Myriam, na glória dos Céus, veem vocês, os esperam, os chamam com a alma para que possam, escutando esta chamada, operar no amor que os trará a Mim, os trará aos mais amados...

Em verdade, em verdade  digo: pensem em Minha Paixão, livrem-me dos espinhos, aliviem-me da sede
Tenho sede do amor entre os homens!

16 de Março de 1975