Jesus, nosso único amor

Jesus, nosso  único amor
Olhai sempre por nós

Sejam bem vindos e mergulhem no Amor de Deus por nós!

Tudo por um mundo cheio do Amor Incondicional de Deus por nós. Mudemos o mundo levando as imagens invisíveis do Céu para a humanidade que hoje só crê nas imagens visíveis.

ZELAR PELA MÃE TERRA

ZELAR PELA MÃE TERRA
Minha doce Mãe, te ofereço essas flores!

segunda-feira, 12 de março de 2012

Tudo é bom se é feito para o bem, mas quanto mais se cresce para o alto mais exige o espírito crescido e muito mais importantes que as palavras são os sentimentos e as obras.




199. - Minhas lembranças, meus dias, através de ti, que és um instrumento mais
depurado, posso dizer algo mais.

A Igreja crescia e é um milagre seu aumento, e a beleza de tudo isto é a prova de que é coisa de Deus. Nas horas de saudade Jesus falava à minha alma, sempre só eu recebia esse ensinamento contínuo e escutava às vezes claras sugestões. Devia instruir em Seu nome os primeiros apóstolos que me escutavam: "Senhora, é como se falasse o Rabi...".

Depois que desceu o Espírito foram iluminados, mas nem sempre: somente quando deviam operar n'Ele. Se uma criatura estivesse iluminada sempre não poderia criar méritos. As criaturas! Humanidade, virtude, defeitos, arrancos do coração, egoísmo, interesse...

É uma luta em si mesmo se querem distinguir-se nas virtudes: os méritos. E assim eles, os primeiros apóstolos. Tiveram que operar grandes poderes e quando não operavam eram humanos.

Nisto se demonstra Deus, então como agora; Ele, Uno e Trino, dá poderes às criaturas humanas raras e comuns. No horto de Jerusalém não plantei mais rosas, seu aroma me  levava às recordações de horas que deplorava.

Chega-se a ser frágil quando se vive a saudade e especialmente quando se viveu profundamente em nós. Compreendes-me mais que outros certamente, mais que todos, porque tua saudade é tão profunda como a minha. Plantava legumes e verduras, e tinha alguma azeitona... Quase nunca entrava nesse jardim se não fosse para trabalhar a terra e recolher algo.

Minhas recordações, minhas jornadas! Ditam-se para ti e depois para outros.

Através de ti, que és um instrumento mais depurado que outros (mesmo todos sendo bons e dignos), posso dizer algo mais, poderia pedir mais rosários e penitências: prefiro pedir a oração contínua da alma e as obras autênticas que levam sacrifícios maiores que um simples jejum. Tudo é bom se é feito para o bem, mas quanto mais se cresce para o alto mais exige o espírito crescido e muito mais importantes que as palavras são os sentimentos e as obras.

E nas obras e nos sacrifícios peço o silêncio! Que somente Jesus saiba, somente Deus, o que fazeis para o bem.

Outra coisa são os exemplos que podeis dar, mas os verdadeiros sacrifícios e as verdadeiras orações permaneçam entre vós e Ele!

Volto com o pensamento na primeira vez que Simão me deu aquele pão e um gole de vinho! O coração me batia forte! "O corpo, o sangue de Jesus, crescido, alimentado por Mim, agora voltava para Mim!

E Ele volta para mim como quando estava em Mim!" tudo volta, tudo revivo... E Ele voltava a consolar-me e a alimentar-me como quando o alimentava  Ele antes que viesse à luz. Luz do mundo!

Quando aguardava  Jesus não me dava conta de ser uma lâmpada acesa, estava somente assombrada... Perdia-me com o pensamento no infinito, mais que com o pensamento, com a alma: não sabia dizer o que experimentava...

Minha alma estava cheia de sua luz... tinha sentimentos confusos em Mim e muito temor. As coisas demasiado grandes, demasiado belas, demasiado dolorosas assombram. E fazem crescer na alma!

Por que afinal escolheu Jesus doze apóstolos? E por que um o traiu? Ele sabia tudo mas deixa livres aos homens... E o número dos apóstolos foi aquele que serviu e bastou para começar a Igreja, para fazê-la crescer! Também isto prova o milagre.

Não é coisa humana, não é sociedade humana: a Igreja é de Deus e nos séculos obstaculizada mas vencedora. Em todo tempo seus santos. Em todo tempo os traidores.

20 de maio de 1985

Nenhum comentário: