Jesus, nosso único amor

Jesus, nosso  único amor
Olhai sempre por nós

Sejam bem vindos e mergulhem no Amor de Deus por nós!

Tudo por um mundo cheio do Amor Incondicional de Deus por nós. Mudemos o mundo levando as imagens invisíveis do Céu para a humanidade que hoje só crê nas imagens visíveis.

ZELAR PELA MÃE TERRA

ZELAR PELA MÃE TERRA
Minha doce Mãe, te ofereço essas flores!

segunda-feira, 25 de julho de 2011

Esteja em vós a Esperança: meu Filho escuta o que lhe digo, responde a minhas petições: "Não tem mais vinho... Não tem mais fé.




158. - Comigo nascia uma luz, a primeira luz da Redenção, porque Deus assim o havia disposto.



Naquele dia, quando nasci, não posso recordá-lo humanamente, mas nós, do Céu podemos voltar a ver em Deus a vida terrena desde o nascimento até o renascer.

Houve uma tempestade e depois um arco íris. Minha mãe, Ana, disse que era a criança mais bonita!

Certamente é assim para cada mãe o próprio filho. Porque comigo nascia uma luz, a primeira luz da Redenção porque Deus assim o havia disposto.

Os anos passaram, até aquele dia que vi o anjo Gabriel e depois ainda: cada dia, cada alegria e a dor. Uma vida intensa de sentimentos, temores, assombro.

E Jesus veio à terra para trazer o amor. Quem sou Eu então, senão o meio de Deus para fazer-se homem? Vós pensais em Mim, Eu vos olho e em Deus conheço vossos pensamentos e acolho vossas súplicas.

Esteja em vós a Esperança: meu Filho escuta o que lhe digo, responde a minhas petições: "Não tem mais vinho... Não tem mais fé.

Perderam a Esperança... tem necessidade de tua ajuda!" "Mãe, desde aquele dia em Caná, e não havia chegado ainda a hora, sempre é para Mim a hora da escuta! Terão fé, recobrarão a esperança. Ajudar-lhes-ei!"

Se Eu não fosse sua Mãe, ninguém me recordaria, não haveria quadros, estátuas com minha figura imaginada pelo amor dos artistas grandes ou simples.

Eu sou sua Mãe e todos vós seus irmãos, meus filhos. Se Jesus não se houvesse feito homem tudo teria sido diferente.

Sua humanidade para a salvação, Sua dor para a infinita felicidade dos homens. E viveu como pobre e foi uma criança feliz com Seus pobres brinquedos e nosso amor.

A casa era acolhedoura e o jardim perfumado. Volto a ouvir o doce rumor do berço que balança...

Volto a ver Jesus naquele berço, o olhava admirada e comovida: "Não é possível... Talvez tenha sonhado...".

No entanto Sua vinda foi a maior realidade, Sua divindade, e o anjo era verdadeiro e me falou com voz verdadeira!

Teria chegado o momento no qual deveriam tornar à fé muitos que traíram esta fé e arrastaram a outros para o abismo!

Não desejo falar das provações para o mundo ou de tempos difíceis. Desejo exortá-los a conhecer a Verdade revelada com todos seus misteriosos encantos.

Naquele tempo, quando vim no tempo para nascer para ser sua Mãe, naquele dia, depois de uma tempestade houve um arco íris.

Este arco íris é também para vós: maravilhosas cores de vossa esperança. Confiai sempre em Nós. Eu direi sempre de vós para meu Filho: "Não tem mais vinho!".

E volto com o pensamento em Caná, naquele dia longínquo no tempo, recordando. Jesus viu meu pensamento. Ele vê meus pensamentos por vós. Eu vos confio a Ele.

"Mãe, para Mim sempre é hora de amá-los, de ajudar-lhes. E também quando meus pensamentos não são os deles, são sempre pensamentos amorosos: o melhor para eles! Eu lhes ajudarei porque lhes amo e porque Tu me pediste!".



8 de Setembro de 1984

Natividade de Maria Santíssima

Nenhum comentário: